DRA. LUCIANA LEITE DE AMORIM CONTE

Graduou-se em 2009 na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).
Em 2010 ingressou na residência médica em Anestesiologia do Hospital Geral Universitário em Cuiabá.
Entre 2013 e 2016 trabalhou como médica anestesiologista no Hospital Regional de Rondonópolis.
É membro ativo da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) e da Sociedade Matogrossense de Anestesiologia (SOMA).
Em 2016 cursou a Especialização de Cuidados ao Paciente com Dor no Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo. Possui o título da área de Atuação em Dor pela Associação Médica Brasileira (AMB).
Entre 2014 e 2018 trabalhou como médica anestesiologista na Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis.
É membro da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) e da Sociedade Brasileira de Medicina Intervencionista em Dor (SOBRAMID).

Em fevereiro de 2019 obteve o título de Fellow of Interventional Pain Practice (FIPP) concedido pelo Instituto Mundial da Dor (WIP), uma certificação para médicos que fazem procedimentos guiados por fluoroscopia para tratamento de dores crônicas.

Em agosto do mesmo ano obteve o título de Certified Interventional Pain Sonologist (CIPS) concedido pela mesma instituição. Esta certificação é para médicos que fazem procedimentos com uso de ultrassonografia para o tratamento da dor.

Atualmente trabalha com atendimentos clínicos e procedimentos intervencionistas para tratamento de pacientes com dor na cidade de Rondonópolis.

Controle da Dor

O que é?

A medicina da dor é uma área da medicina que se dedica a tratar pacientes com dor crônica, ou seja, dor persistente por mais de 6 meses. Ainda é uma especialidade pouco conhecida, por incrível que pareça.

Quem faz?

O tratamento da dor é complexo e abrange conhecimento de várias especialidades médicas, por isso é chamado de área de atuação. O médico anestesiologista que é especialista em dor tem conhecimento para tratar dor aguda e crônica com medicações, procedimentos minimamente invasivos e em conjunto com equipe multidisciplinar, com fisioterapia, psicologia, terapia ocupacional e com outras especialidades médicas, a depender da causa da dor.

Quando Procurar?

Caso sua dor já dure mais de 6 meses sem solução ou se você já passou por vários médicos em busca de alívio da dor, seja de qualquer causa: dores na coluna lombar, cervical, fibromialgia, cefaléias, dor oncológica, de esforços repetitivos (tendinite, bursite, artrite), dores neuropáticas, dor pós- amputação, síndrome de dor complexa regional, entre outras.

Vídeos

Blog

4 causas de dor neuropática na gestação.

A dor neuropática é aquela que pode ocorrer devido a lesão ou doença em nervos sensitivos e motores. Esse tipo de dor é marcada por sensações que remetem a um choque, dormência, formigamento e inclui tratamentos específicos e medicações que muitas vezes não podem ser utilizadas na gestação. Nesse período, fazemos uso de tratamentos não medicamentosos como fisioterapia, exercícios, acupuntura, medicações de acordo com a fase da gestação, infiltrações de anestésicos locais e corticoides guiados por ultrassonografia que nos casos persistentes ajudam a acelerar a recuperação e o alívio da dor.

Bloqueios e Infiltrações para tratar a dor.

Conheça as principais dúvidas sobre os bloqueios e infiltrações para o tratamento da dor.



Veja como chegar

Fale Conosco

© 2018 Drª Luciana Conte Todos os direitos reservados | Desenvolvimento VDR Publicidade